Alargamento da Praia Central pode ampliar em até 30% a valorização dos imóveis em Balneário Camboriú

Categoria:

Uncategorized

A consultoria norte-americana Appraisal Institute publicou um estudo que indica que a cada 10% de espaço adicionado à faixa de areia de uma praia, cresce em 2,6% a valorização do preço dos imóveis naquela localização. O estudo levou em consideração o alargamento realizado nas praias de Garden City e Surfside Beach, nos Estados Unidos.

Considerando que em Balneário Camboriú o projeto de alargamento apresenta o dobro do tamanho da faixa de areia atual, a projeção é de que o preço dos imóveis cresça entre 20 e 30%.

Para o diretor de mercado e marketing da FG Empreendimentos, Altevir Baron, além de trazer mais conforto para moradores e turistas, o projeto ainda tem a vantagem de oferecer mais espaço ao longo da faixa de areia para equipamentos de lazer e atrativos turísticos.

“O mercado da construção civil vem crescendo exponencialmente nos últimos anos, posicionando Balneário Camboriú na rota de grandes investimentos, como foi o caso da FG Big Wheel e de tantos outros equipamentos que estão contribuindo para o crescimento da região. Com o alargamento da faixa de areia, teremos um atrativo a mais para posicionar a cidade e atrair cada vez mais capital para a região”.

A obra de reestruturação da Praia Central de Balneário Camboriú é esperada há décadas e visa proteger a praia e retornar à faixa de areia original dos anos 1950. Segundo a prefeitura, a expectativa é que até março o canteiro de obras esteja pronto e obra de dragagem possa ser iniciada.

 

Dados da Recuperação da faixa de areia da Praia Central

Objetivo é devolver à orla as mesmas condições que tinha no passado.

Volume de areia estimado: 2, 155 milhões de metros cúbicos.

Média de metragem de largura da praia: 70 metros, atualmente tem 25m.

Tamanho da Praia Central: 5,8 km.

Areia a ser utilizada: jazida a 15 km da costa.

Prazo previsto da obra: de seis a nove meses.

 

Compartilhe: